HISTÓRIA, CULTURA E PODER: CATEGORIAS, ESCRITAS E IDENTIDADES EM MOVIMENTO

por Portal PPGHI Inhis
Publicado: 18/05/2021 - 09:51
Última modificação: 18/05/2021 - 09:51

O projeto se insere num esforço mais amplo para pensar as redes de contatos e as políticas de agenciamentos indígenas em diferentes contextos temporais, nas regiões dos atuais sul de Goiás, Triângulo Mineiro e norte de São Paulo. Parte das atividades desenvolvidas pelo Grupo de Estudos e Pesquisas em Arqueologia, Etnologia e História Indígena, o projeto deverá contribuir para mapear as presenças, as trajetórias e as lutas de indígenas citadinos, urbanos, não aldeados ou desaldeados que vivem em diferentes cidades do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba. Com base no registro de memórias, biografias, histórias de vidas e lutas, o projeto almeja organizar um material e um banco de dados que sirvam para diferentes fins. Seja disponibilizando-os para estudos e pesquisas; para construção de materiais didáticos na perspectiva da temática indígena regional e atual; para atualizar o protagonismo e os direitos de indígenas em contextos urbanos; para pensar alteridades e diferenças reversivamente e, mais importante, para contribuir nos processos de reafirmação étnica, social e cultural desse coletivo. Para isso, o projeto procura conjugar interesses da Antropologia e da História tendo em vista desvelar os processos de ressurgência ou etnogênese; de autoimagem e identidades; de lutas políticas e trajetórias históricas de sujeitos que se auto declaram indígenas residentes em cidades da região. O material de pesquisa é composto de entrevistas semiestruturadas, histórias de vida e de observação e participação em eventos e atividades promovidas por esse coletivo. Técnicas de gravação de áudios e vídeos, e anotações em cadernos e campo são usados a partir dos princípios da técnica etnográfica não diretiva, com base nos paradigmas de uma antropologia reversa e de uma pesquisa colaborativa.